Literatura

Primeiro PRÊMIO SELO DE ESCRITA CRIATIVA de 2021 vai exigir que os candidatos escrevam cartas

Os dois melhores textos escolhidos pelo júri técnico e o texto mais votado pelo público ganham, cada, um KINDLE 10 como premiação. Os 12 melhores textos na classificação geral serão publicados na antologia “Olá, como estamos?” pela EDITORA SELO. As informações sobre os critérios de avaliação e o regulamento estão na página do concurso.

“Olá, como estamos? Reflexões sobre o atual estado de coisas”. Esse é o tema da primeira edição do PRÊMIO SELO DE ESCRITA CRIATIVA do ano — o concurso online, promovido pela EDITORA SELO, onde o público ajuda a escolher os melhores.

Dessa vez, a comissão organizadora do concurso vai exigir mais que a habitual criatividade dos candidatos. Os autores vão precisar apresentar textos feitos sob um estilo literário um pouco fora de moda: o gênero epistolar. Sim, cartas!

Isso mesmo, correspondências entre parentes e amigos distantes, cartas de amor íntimas e impublicáveis, carta de apresentação ou cartas epistolares, aquelas formais, memoráveis e ideológicas. Cartas para o além, cartas em garrafas (message in a bottle), cartas para o passado, para o futuro. Carta destinada ao Povo ou a um ser imaginário.

Reais ou ficcionais, a História nos oferece célebres composições; como as 14 cartas do apóstolo Paulo, um dos documentos cristãos mais antigos de que se tem notícia. Cartas aos Romanos, à Gálatas, aos Efésios, aos Filipenses… As cartas de Pero Vaz Caminha registraram as primeiras impressões daquele escrivão sobre a terra brasilis.

“Também andavam entre eles quatro ou cinco mulheres, novas, que assim nuas, não pareciam mal. Entre elas, andava uma… suas vergonhas tão nuas, e com tanta inocência assim descobertas, que não havia nisso desvergonha nenhuma.”

Na literatura, as missivas eram frequentes entre os escritores. Quem nunca ouviu falar das correspondências entre Mário de Andrade e Tarsila do Amaral, entre Clarice Lispector e Fenando Sabino, entre Freud e Fliess… No cancioneiro popular também há boas referências quando falamos de cartas. Na música de Chico Buarque, mesmo se tratando de um telefonema, Bye Bye Brasil introduz o relato criativo e bem-humorado de uma aventura na região amazônica. O mesmo acontece em Alô Alô, Marciano, composição de Rita Lee e Roberto de Carvalho, em que descreve um planeta down down down.

A proposta dessa edição do PRÊMIO SELO DE ESCRITA CRIATIVA é, portanto, um desafio para que o autor-candidato desenvolva textos de narrativa curta, em forma de carta, endereçada ao destinatário de sua escolha, que reflitam o estado de coisas observadas no universo contemporâneo.

IV PRÊMIO SELO DE ESCRITA CRIATIVA
Inscrições de 8 a 21 de marco
No endereço editoraselo.com.br/premioselo
Mais informações premioselo@editoraselo.com.br

Categorias:Literatura, Noticias

Marcado como:,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.