Coronavírus: MP determina fechamento de academias em Goiás

Acolhendo pedido do Ministério Público de Goiás (MP-GO), o Supremo Tribunal Federal (STF), na tarde desta quarta-feira (27/5), determinou a suspensão da liminar que permitia a abertura das academias em Goiás. A decisão é do ministro Luiz Fux.

No pedido feito pelo procurador-geral de Justiça de Goiás, Aylton Flávio Vechi, foi sustentado que falta embasamento científico para fundamentar a abertura dos espaços. Também foi destacado que as academias não estão no rol das atividades consideradas essenciais no Decreto Estadual nº 9.653/20, ainda em vigor. Para o procurador-geral, a decisão de reabrir estes espaços enquanto perdura a Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin) “apresenta indiscutível risco de grave lesão à saúde e à ordem públicas”.

Com a decisão do STF, ficam suspensos os efeitos da decisão que autorizava a abertura das academias, proferida pelo Tribunal de Justiça de Goiás, até seu trânsito em julgado. (Texto: Cristina Rosa/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.