Entorno

Goiás flexibiliza restrições mas impõe o uso de máscaras

Em novo decreto publicado na manhã de hoje (20), o Governador de Goiás libera o funcionamento de algumas atividades econômicas mas estabelece restrições ao funcionamento e prorroga a emergência por 150 dias

O desafio de todos os gestores estaduais e municipais de hoje é: conciliar a atividade econômica e a manutenção de empregos com a saúde da população. Nesse aspecto, Caiado publicou novas normas para o funcionamento do comércio.

As escolas continuarão com o funcionamento apenas das atividades administrativas, o funcionalismo público em geral ainda poderá, a critério da autoridade público, funcionar em regime de teletrabalho ou rodízio de funcionários.

O decreto também determina que a população, quando for necessário sair de casa, utilize de máscaras de proteção facial, confeccionadas conforme orientações do Ministério da Saúde. Ainda recomenda o uso preferencial de máscaras caseiras, e não aquelas fabricadas para uso hospitalar.

Podem abrir:

  • Concessionárias de veículos automotores e motocicletas, autopeças, motopeças, oficinas mecânicas e borracharias;
  • Assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade;
  • Construção civil, bem como os estabelecimentos comerciais e industriais que lhes forneçam os respectivos insumos mediante estabelecimento de horários escalonados de início e fim da jornada;
  • Atividades comerciais e de prestação de serviço mediante entrega e drive thru;
  • Atividades destinadas à manutenção e conservação do patrimônio e controle de pragas urbanas;
  • Atividades de lava a jatos e lavanderias;
  • Salões de beleza e barbearias com redução de 50 % das suas capacidades instaladas;
  • Empresas de vistoria veicular.

O que fecha

  • Aulas na rede pública e privada;
  • Bares e boates;
  • Comércio em geral (exceto os citados acima);
  • Eventos públicos e privados, inclusive em áreas comuns de condomínios;
  • Atividades em clubes recreativos e parques aquáticos;
  • Aglomeração de pessoas em parques e praças.

As Celebrações religiosas foram liberadas mas com regras a serem obedecidas.

Podem ser realizadas no máximo 1 vez por semana eventos religiosos coletivos em Águas Lindas de Goiás; Cidade Ocidental; Cristalina; Formosa; Luziânia; Novo Gama; Santo Antônio do Descoberto; e Valparaíso de Goiás,

Atividades de organizações religiosas podem funcionar desde que estabeleçam o uso obrigatório de máscaras e, deverão, preferencialmente, ser realizadas por meio de aconselhamento individual para evitar aglomerações, recomendando-se a adoção de meios virtuais nos casos de reuniões coletivas.

As igrejas também deverão disponibilizar local e produtos para higienização de mãos e calçados; respeitar o afastamento mínimo de 2 metros entre os membros; vedar o acesso de pessoas do grupo de risco ao estabelecimento, inclusive pessoas com idade superior a 60 anos; impedir contato físico entre as pessoas; suspender a entrada de fiéis quando ultrapassar de 30% da capacidade máxima do estabelecimento religioso; realizar a medição da temperatura, mediante termômetro infravermelho sem contato dos fiéis na entrada do estabelecimento religioso, ficando vedado o acesso daqueles que apresentarem quadro febril.

Leia aqui o decreto na íntegra.

Categorias:Entorno, Noticias, Saúde

Marcado como:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.